Foto: Monica March

Quadrado
Foto: Monica March

Descolada e fashion, Trancoso é simbolizada basicamente pelo Quadrado, uma praça ladeada por casas e com uma igrejinha na cabeceira que é o centro da vida social desse destino turístico imperdível no sul da Bahia. A organização espacial já era assim na origem do lugar, uma aldeia fundada em 1586, quando jesuítas ergueram ali um convento. A igreja que hoje se vê com o mar azul ao fundo foi construída sobre as ruínas desse convento. Nada de carros ou motos, nada de asfalto no Quadrado.

As casas coloridas converteram-se em pousadas luxuosas, restaurantes que servem à luz de velas e lojas de marcas badaladas. Afinal, estamos falando de um lugar com jeitão de vila silenciosa e tranquila, mas com vocação para lançar moda. Quem passa por ali em geral quer, sim, contemplar sua paisagem de praias, rios, mangues e árvores centenárias, mas se possível com algum toque especial, uma graça.

Nas praias, a tendência das barracas é deixar à disposição pufes e sofás sob gazebos. A Praia do Rio Verde é uma das mais procuradas, com boa estrutura de bares e restaurantes, águas boas para banho e areia firme para quem gosta de caminhar.

Os que preferem se espalhar em áreas mais sossegadas vão para a Praia do Rio da Barra. Para chegar até lá, só caminhando cerca de 40 minutos a partir da Praia dos Nativos, a mais central, a 1200 metros do Quadrado; ou de carro pela estrada para Arraial d’Ajuda. Coqueiros, pedras, falésias e a foz do Rio da Barra compõem o cenário que vale qualquer esforço.

Afastando-se um pouco mais para sul chega-se à Praia do Espelho, uma das cinco mais lindas do Brasil, com piscinas naturais na maré baixa e rodeada de coqueiros e palmeiras nativos.

Fonte: Guia 4 Rodas